A Oktoberfest, na Alemanha, surgiu como tradição ao enorme público que compareceu ao casamento do príncipe herdeiro Ludwig com a princesa Therese Von Sachsen-Hildburghausen, na cidade de Munique na Baviera. Em Santa Cruz do Sul, a história da festa começou a ganhar forma em dezembro de 1849, quando chegaram à colônia os primeiros imigrantes. As primeiras dificuldades enfrentadas pelos colonizadores nas novas terras logo foram superadas e em 1851 já demonstravam progresso, especialmente com a produção de tabaco, feijão, linho, cevada, trigo, milho, abóboras e batatas.

Em 1854, é determinada a criação da Povoação no Faxinal do João Faria, onde hoje se encontra o centro da cidade, elevando a localidade à categoria de Freguesia em 1859. Em 31 de março de 1877, a Freguesia deixa de ser subordinada a Rio Pardo e recebe a elevação à Vila de São João de Santa Cruz, pela Lei nº 1079. Com a implantação da primeira Câmara de Vereadores , em 28 de setembro de 1878, é instalado o município de Santa Cruz, que se torna cidade em 19 de novembro de 1905, através do Decreto nº 837, assinado pelo presidente da Província, Borges de Medeiros, durante a inauguração da nova estação férrea, que alavancou o progresso e favoreceu o crescimento comercial com a capital, Porto Alegre.

A 1ª Festa Nacional do Fumo (Fenaf), que celebrava o tabaco, produto responsável pela economia local, foi realizada em 1966. Em 1972 ocorre a segunda edição da festa, incorporando a Bierhaus. Neste ano, o prefeito eleito Elemar Grüendling revelou interesse em realizar uma Oktoberfest, mas não contava com estrutura para uma festa anual. Em 1978, ocorre a última edição da Fenaf, que na década seguinte daria origem à Oktoberfest.

A Oktoberfest mantém sua essência plural até hoje. Com o passar dos anos, a festa vem se renovando e incorporando novas atrações. Em 1998, o evento passou a receber delegações da Argentina, Uruguai, Alemanha e outros países, se firmando como a maior festa alemã do estado. O Festival de Bandas, com gravação do CD oficial da Oktoberfest, foi novidade em 2002 e segue na programação até hoje. Há anos, a Festa da Alegria vem encantando e conquistando não apenas a população santa-cruzense e da região, mas também diversos públicos do estado, país e do mundo.